A escola de (e com) talento

Ideias

autor

Alexandra Corunha

contactarnum. de artigos 5

“Para se ter talento é necessário estarmos convencidos de que o temos”
Gustave Flaubert

Nomes como José Mourinho, Cristiano Ronaldo, Vanessa Fernandes, Mariza, Carlos do Carmo, Camané, Sérgio Godinho, Rui Veloso, Clã, Gift, Xutos&Pontapés, António Lobo Antunes, Gonçalo M. Tavares, Eunice Muñoz, Ruy de Carvalho, João Lagarto, Nicolau Breyner, Manoel de Oliveira, Joaquim de Almeida, Maria de Medeiros, Paula Rego, Júlio Pomar, João Cutileiro, Pedro Cabrita Reis, Álvaro Siza Vieira, Eduardo Souto Moura, Herman José, Ricardo Araújo Pereira, Maria Rueff, José Pedro Gomes, Luís Borges, Nuno Baltazar, Fátima Lopes, Eduardo Serra (diretor de fotografia nomeado duas vezes para o Óscar da categoria), Paulo Heitlinger (typeface designer, pedagogo, físico e autor de uma obra de referência mundial na área da tipografia.


Tive o prazer de o conhecer na EPB aquando de um workshop para os alunos de Design Gráfico, em Abril de 2010), João Borges (designer gráfico, o grande vencedor do concurso internacional para a seleção do logótipo da World Urban Campaign, uma plataforma patrocinada pelas Nações Unidas, através da UN - Habitat), Sílvia Alberto, Henrique Sá Pessoa, Boaventura de Sousa Santos, António Barreto, Desidério Murcho (filósofo), Jorge Seabra (médico ortopedista), José Xavier (biólogo vencedor do Prémio Martha T. Muse de 2011 da Ciência e Política da Antártida), Pedro Martins (investigador do Instituto de Biologia Celular e Molecular, foi distinguido com um prémio internacional na primeira edição do ‘EFECE Excellence Award in Industrial Crystallization 2008’), Carlos Fiolhais (físico, professor universitário e ensaísta), José Carlos Príncipe (professor e investigador, um dos pioneiros mundiais em neuroengenharia computacional), Belmiro de Azevedo e Arsélio Martins (professor de matemática e vencedor do Prémio Nacional de Professores - 1.ª edição), são alguns dos portugueses, entre muitos, fora e dentro de portas, com talento porque acreditam verdadeiramente que o têm.

Seja no desporto, música, literatura, teatro, cinema, pintura, escultura, arquitetura, artes do espetáculo, humor, moda, fotografia, design gráfico, apresentação, gastronomia, sociologia, filosofia, medicina, biologia, física, química, ciência e tecnologia, seja nas empresas, instituições e escolas, o importante é trabalhar afincadamente de modo a potenciarmos o talento. Desta forma, a sociedade em geral beneficiará de um mundo melhor, mais humano, justo e até feliz.

Somos um país com imensos talentos, em diversas áreas e setores de atividade, então o que nos faz falta para avançarmos? (porque a malta já não anda animada!) Há que descobrir com urgência o ingrediente secreto desta receita tipicamente portuguesa. E ele não se encontra nem nos armários da cozinha nem no parlamento.

No mundo empresarial, vigora atualmente um novo conceito - a exploração e a captação de talentos. Há profissionais de agências de recrutamento que se dedicam à “caça de talentos” para as empresas, as quais ambicionam alcançar o verdadeiro tesouro. Felizmente, a filosofia de gestão de algumas empresas no mercado é “talenting business & people”. Precisamos deste tipo de abordagem e mentalidade nas nossas vidas profissionais e pessoais. Precisamos, ainda, mais de iniciativas empresariais e de instituições de ensino superior que procurem incutir e promover o empreendedorismo nos jovens, como concursos, challenges, planos de negócios …
Cada um de nós, enquanto agente de ação educativa, possui, em maior ou menor grau, um talento que deve ser partilhado em prol do sucesso educativo em geral e do êxito indivi-dual em particular.

Muitas vezes, e durante muito tempo, desconhecemos a existência do nosso próprio talento porque nos acomodámos às nossa vidas rotineiras e nos esquecemos de olhar para dentro e escutarmos a nossa voz interior. Ter talento é mais do que uma vocação ou uma aptidão; é uma atitude de afirmação pessoal e, como tal, não basta ter talento. É preciso ter força e coragem para pormos ao serviço de outrem o nosso talento e ter disponibilidade e abertura de espírito para reconhecermos e promovermos o talento dos outros.

A nova teoria é que o talento não nasce com o indivíduo, mas constrói-se. No âmbito do processo de ensino-aprendizagem que requer esforço e determinação, a escola tem também a sua voz. A escola deve ser um meio potenciador de talento na sua comunidade educativa. Deve mostrar o(s) caminho(s) ao aluno, ajudando-o a traçar um percurso no trilho da vida, preparando-o para as adversidades, até à meta final. Porque o talento também se educa!

A EPB procura, numa lógica de ensino e formação encarada no seu todo, incutir também nos seus jovens uma dinâmica de desenvolvimento de aptidões artístico-culturais através da realização de atividades e projetos como concursos e desafios de design (por ex. a mascote do campeonato mundial de andebol escolar, a renovação da imagem da Agere, os postais de natal do Primeiro-Ministro); comemoração de festividades como a do Natal, em que os alunos, professores e funcionários mostram os seus talentos vocais, musicais, teatrais, humorísticos e de apresentação.

Mas há outros talentos na EPB que nos enchem de orgulho como, por exemplo, a robótica (festivais nacionais e internacionais em que a EPB tem conquistados diversos troféus, o último dos quais, o 1.º lugar em Istambul, na categoria de Busca e Salvamento Júnior); a EPB Futsal (na 2.ª Divisão do Campeonato Nacional de Futsal Série A); a epb Revista; a construção de maquetes e de computa- dores transparentes e luminosos; a apresentação de programas através da epb TV, entre outros.

Cada vez mais, nas escolas, nas empresas, é preciso ter talento para trabalhar em equipa. A união de esforços e o espírito de equipa/família contribuem, igualmente, para o talento coletivo. Talvez seja esse o ingrediente secreto! A EPB já o encontrou e há muito.

vote este artigo

 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos desta categoria - Ideias

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia