A vida saudável da EPB

Ideias

autor

Vitor Coutinho

contactarnum. de artigos 4

“Deus não joga aos dados” Albert Einstein

O desafio estimulante perspetivado pela Escola Profissional de Braga na área da saúde com o desenvolvimento do Curso de Auxiliar de Saúde possibilitou aos jovens que ingressaram na 1.ª turma do Curso um conjunto de conhecimentos científicos e técnicos importantes no crescimento do seu percurso académico e pessoal.

O início da 2.ª turma do Curso de Auxiliar de Saúde da EPB, em março de 2012, é a evidência de uma aposta consolidada neste domínio e corresponde ao desejo natural de proporcionar competências técnicas, num contexto laboral adverso e incerto. No entanto, esta valorização profissional, no concelho de Braga, que fomenta um Cluster de Saúde a médio prazo é mais um sentido de vida de uma instituição como a EPB na sustentação de um motivador e encorajador trilho pessoal de afirmação da dignidade humana.
Na verdade, a Saúde em Portugal está a mudar…

A verdadeira reforma estrutural surge por um imperativo económico mas com evidentes traduções sociais que podem precipitar convulsões episódicas em virtude da necessidade premente de um Povo em saber usufruir do seu sistema de Saúde. A ausência da promoção de estilos de vida saudáveis, a evicção de doenças crónicas, o elevado consumismo de consultas clínicas, o uso excessivo de terapêuticas farmacológicas, o abuso de exames complementares de diagnóstico, a desresponsabilização do Estado na monitorização e regulação do setor da saúde durante anos, entre outras, originaram um défice imenso nesta área e uma plasmada insustentável económica, uma incontrolável gestão de recursos e meios, conduzindo a uma situação limite factual de utilizador - pagador, sem o discernimento real da possibilidade da sua efetivação por parte da população.

São evidentes as situações concretas de pessoas que não conseguem pagar uma consulta médica, em situações de urgência ou até mesmo programada no seu médico assistente, em virtude de contextos económicos que se alteraram em Portugal. Este estado de mudanças súbitas na vida das pessoas e das organizações é um inquestionável fado português que como Povo com imensa capacidade de resiliência sempre soubemos navegar.

Portanto, o futuro encontrará na inteligência emocional da sua gente, na racionalização das suas estruturas físicas, na valorização profissional e sobretudo pessoal dos seus recursos humanos, uma ponte para o sustentável equilíbrio orgânico do país.
Um excelente exemplo desta fé no Homem foi possível constatar na visita de Estudo que um grupo de alunos da EPB, do Curso de Auxiliar de Saúde, teve oportunidade de efetuar ao Centro de Acolhimento “O Poverello”, em Braga.

Esta nova Unidade de Saúde de Braga, situada junto ao Convento Franciscano de Montariol, inserida na Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados, teve início de atividade clínica em janeiro de 2012, com a possibilidade de 58 internamentos, nas diversas tipologias: Paliativos, Média Duração e Longa Duração.
Os doentes são referenciados pelo médico de família e/ ou pelo(s) Hospital(is) de referência(s), neste caso com maior incidência do Hospital Escala Braga, para doentes com diversas necessidades clínicas - reabilitação funcional intensiva, manutenção das suas atividades da vida diária (AVD) e até mesmo em atenuar o sofrimento humano, como por exemplo, no controle da dor, na Unidade de Paliativos.

O apoio clínico é sustentado por uma equipa multidisciplinar: médicos, enfermeiros, terapeutas - Fisioterapeutas, Fala e Ocupacional; assistente social, psicologia, nutricionista, auxiliares de saúde, apoio espiritual, etc., numa perspetiva holística do doente e da sua família, numa comunhão de afetos, na verdadeira dimensão da Humanização da saúde.
Julgo que foi um singelo testemunho para todos esses jovens desta nobre arte de cuidar do próximo.

Na verdade, a generosidade do valor humano aliada ao esforço e dedicação individual tornam as sociedades mais fraternas e solidárias, menos dependentes de um simples jogo da sorte e mais resistentes ao desgaste de tempos confusos.

vote este artigo

 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos desta categoria - Ideias

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia