Doutor, sinto um caroço aqui na mama e estou preocupada!

Voz à Saúde

autor

Cristina Dias

contactarnum. de artigos 10

Diariamente surgem nas consultas mulheres, de todas as idades, preocupadas porque sentiram um “talo” na sua mama e acham que pode ser cancro da mama, ou porque efectuaram uma eco-grafia mamária e referia haver um “fibroadenoma”.

De facto, o carcinoma da mama é o tumor de maior incidência nas mulheres na Europa e qualquer alteração na mama da mulher deve ser avaliada numa consulta médica. Os nódulos na mama são malignos ou benignos, ou seja, podem traduzir uma doença grave que tem de ser tratada imediatamente ou uma alteração que a maioria das vezes decorre de uma situação benigna que não deve preocupar exageradamente a mulher, como é o caso dos fibroadenomas.

Este é o tumor benigno mais comum da mama, geralmente arredondado e indolor, aparecendo principalmente em mulheres com menos de 30 anos de idade. Um fibroadenoma é constituído por tecido da glândula e tecido de suporte da mama e pode surgir isoladamente ou em grupo. A sua regressão ou desaparecimento são frequentes, portanto, a melhor atitude a tomar inicialmente é o acompanhamento e a vigilância pelo médico. Em algumas situações particulares solicita-se uma biópsia aos nódulos mamários e em 50% casos mantém-se o diagnóstico de fibroadenoma.

Os nódulos mamários palpáveis são passíveis de malignidade em 11% dos casos. Existem características que fazem suspeitar de ser uma neoplasia como é o caso de alterações na pele da mama (ex: inchaço ou espessamento cutâneos), retração do mamilo recentemente ou escorrências pelo mamilo de uma das mamas, e ainda história familiar de cancro da mama, entre outras.

O médico, através de uma história detalhada e do exame físico, apercebe-se de características que apontam para a suspeita de um nódulo maligno, portanto a consulta é o momento ideal para colocar as suas dúvidas e ser devidamente orientada. Apesar de não haver uma causa claramente identificada, há fatores de risco para o desenvolvimento de neoplasia mamária, sendo igualmente importante que mantenha um estilo de vida de saudável e faça as consultas de planeamento familiar regularmente.

A auto-palpação mamária não está mais recomendada pela comunidade científica. A preocupação ou o medo que suscita a possibilidade de vir a ter algum nódulo maligno é normal, por isso a melhor atitude é procurar esclarecimentos para evitar que a angústia e o nervosismo se apoderem de si. Caso conheça algum familiar ou amiga que partilhe essa preocupação consigo, aconselhe-a também a procurar dissipar as suas dúvidas.
Vamos todos cuidar de nós e da nossa Saúde.

vote este artigo

 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos desta categoria - Voz à Saúde

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia