Turismo em Áreas Rurais: uma Contribuição para a Sustentabilidade?

Ensino

autor

Laurentina Vareiro

contactarnum. de artigos 1

O Norte de Portugal, e o Minho em particular, oferece um amplo número de unidades de Turismo no Espaço Rural, integrando um dos três clusters reais identificados no “Estudo sobre a Internacionalização do Turismo em Meio Rural”, de 2012, do Gabinete de Planeamento e Políticas. Estas unidades de Turismo no Espaço Rural enquadram-se na beleza das paisagens, na riqueza arquitetónica de edifícios seculares, na exuberância da gastronomia e de muitas manifestações culturais de inúmeras regiões portuguesas, como disso é expressão o Minho.

Visto pela perspetiva do desenvolvimento rural, o Turismo no Espaço Rural é uma das atividades mais bem colocadas para assegurar a revitalização do tecido económico, sendo tanto mais forte quanto conseguir endogeneizar os recursos, a história, as tradições e a cultura de cada região. O turismo constitui-se como fator de diversificação das atividades agrícolas, bem como fator de pluriatividade, através da dinamização de um conjunto de outras atividades económicas que dele são tributárias e que com ele interagem.

Este tipo de turismo, ainda que seja minoritário no conjunto do mercado turístico, pode, assim, dar uma contribuição valiosa para a sustentabilidade das economias rurais. Isto pode ser constatado não só em termos financeiros mas também em termos de emprego, de conservação do meio ambiente, de impulso à reabilitação do património artístico e cultural dos espaços rurais, entre os efeitos positivos mais evidentes. No entanto, o Turismo no Espaço Rural, para além de ter numerosas vantagens, também pode suscitar diversos problemas. De forma a minimizar estes problemas, é necessário definir alternativas ou estratégias de desenvolvimento turístico que impliquem uma utilização responsável do território, harmonizando os interesses do turismo, do meio ambiente e da comunidade local.

Assim, apesar das perspetivas de evolução do sector turístico serem animadoras, é fundamental que o seu crescimento seja efetuado de forma sustentada, quer a nível económico, quer a nível ambiental. Neste sentido, será crucial que os esforços sejam orientados para a criação de produtos e serviços turísticos inovadores e diversificados, para o reforço das parcerias estratégicas e para a preservação do equilíbrio ambiental e a valorização do património cultural. De alguma forma, poder-se-á dizer que o turismo precisa desconcentrar-se e diversificar-se, aproveitando o potencial das regiões e configurando produtos turísticos alternativos. Nesta aceção, o sucesso da atividade turística prende-se de perto com os recursos locais, na sua expressão quantitativa e qualitativa.

Deste modo, de forma a enriquecer a experiência e a oferta a promover, bem como dinamizar a economia local das áreas rurais, importa ter presente uma “oferta alargada”, que alie ao alojamento, serviços complementares e especializados, que garantam uma oferta única e de elevado valor para determinados segmentos de clientes. Para isso, será necessário conhecer as motivações e expectativas dos turistas, bem como conhecer e estabelecer parcerias com outros fornecedores de serviços que podem ser tão diversas como a restauração de excelência (em termos de tipicidade, gastronomia regional, exibição da cultura local), os artesãos que mostrem e permitam a experienciação do seu trabalho pelos turistas, as empresas de animação turística que proporcionem atividades de contacto com a natureza, mais ou menos radicais, etc.

Os gestores e responsáveis pelo marketing das unidades de Turismo no Espaço Rural têm interesse em conhecer as características dos seus clientes, bem como o que procuram e esperam das suas unidades. Perceber esta informação poderá ajudar os gestores a planear o desenvolvimento dos seus negócios, oferecendo experiências significativas e memoráveis aos turistas, bem como a desenvolver um turismo mais sustentável, com reflexos no meio ambiente e qualidade de vida da população local. Ao proporcionarem uma melhor estadia aos seus clientes espera-se que estes regressem e recomendem a visita a familiares e amigos.

vote este artigo

 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos desta categoria - Ensino

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia