Setembro, o mal-amado!!!

Ensino

autor

Lia Oliveira

contactarnum. de artigos 12

Para os mais distraídos, embora as temperaturas nos andem a enganar, já vamos a meio de Setembro! Normalmente não o dizemos desta forma, mas suspiramos entre dentes quando vemos o fim de Agosto. Setembro é como a segunda-feira, acaba com a festa e o descanso e empurra-nos de volta para o quotidiano do qual nos queixávamos umas semanas antes.

Os dias encurtam, as temperaturas descem, a luz do dia fica diferente, a paisagem começa a ganhar uma cor acastanhada e segundo dizem inicia-se o período deprimente do ano.
E, se pensarmos bem, a alegria só volta no Natal com a euforia das luzes, prendinhas e toda aquela música que ouvimos todos os anos durante dois meses, sem quase reclamar.
E depois do Natal vem o ano novo, uma série de novos desejos (que quase sempre são os mesmos do ano anterior que congelamos para este ano), os dias crescem, a Primavera chega e volta tudo ao normal. Ao que parece Setembro acaba mesmo com a “festa”.

As televisões voltam a ser inundadas com “a crise política”, as inimizades partidárias e a loucura dos impostos.
Estávamos nós ao sol todos descansados e agora já falam em aumentar impostos?!
Ups…
Acho que todos nós ficamos com vontade de correr para o dia anterior e continuar a ver notícias que discutem o sexo dos anjos.

Trocamos o trânsito dos guarda-sóis e das entradas na água pela loucura de conseguir chegar a horas ao trabalho e pela rotina de “levantar cedo, não parar um segundo, deitar tarde a pensar no que ficou por fazer e levantar novamente cedo a correr”.
E quando lhe juntamos a variável “filhos” a palavra correr ganha uma nova dimensão.
Setembro é também um mês de transição, de novidade, de começos e novos rumos, pelo menos enquanto deambulamos pela idade escolar.

É o mês com cheiro a livros novos, de escolher cadernos, mochilas, lápis e toda uma parafernália de coisas que as superfícies comerciais cuidadosamente dispõem ao nível dos olhos dos mais pequenos. Desaparecem os chapéus-de-sol, as cadeiras de praia e aparece material escolar por todos os lados. Até quem não estuda fica com vontade de comprar nem que seja uma caneta, só para não se sentir excluído. O consumismo é um “bicho” muito bem desenvolvido que sabe exatamente as emoções a despertar independentemente da idade.

Para outros, chega o momento do tudo ou nada, a entrada no Ensino Superior em que irão ganhar bases para a profissão a exercer. Mas não é fácil, universidade ou politécnico, estabelecimento privado ou público, perto ou longe de casa?!
Estranhamente estas questões sobrepõem-se à que deveria ser mais importante “Terei emprego no final do curso?”.

Como todos os anos, os meios de comunicação social em meados de Junho lançaram a tabelas das áreas com mais desemprego, e não é que grande parte deles esgotaram as vagas na 1ª fase do concurso de acesso ao ensino superior?!
Fiquei sem perceber o que se passou na cabeça de centenas de jovens… mas provavelmente nem eles perceberam as consequências da decisão que tomaram.

Na ESCE-IPVC (Escola Superior de Ciências Empresariais do Instituto Politécnico de Viana do Castelo) a Licenciatura em Gestão da Distribuição e Logística continua a ser das menos procuradas, fica sistematicamente “a ver navios”. As taxas de empregabilidade são altíssimas, aliás difícil é responder à procura do mercado por profissionais qualificados. Talvez a explicação para o desinteresse esteja no desconhecimento que o curso tem, na amplitude da profissão. Afinal um gestor logístico pode trabalhar em qualquer sector de atividade e possui um leque de saídas profissionais que dificilmente o deixam sem uma opção.

Mas desinteresses e desconhecimentos à parte, uma coisa é certa cá estamos nós, em mais um Setembro ansiosos pelas férias, a reclamar de alguma coisa e com o telemóvel carregado de memórias do pré-Setembro!!!

vote este artigo

 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos desta categoria - Ensino

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia