“Trabalhar a Paz”

Voz às Escolas

autor

João Andrade

contactarnum. de artigos 30

Desde 1964 que, a 30 de janeiro, se celebra o Dia Escolar da Não Violência e da Paz, celebração de âmbito internacional. Esta efeméride, sugerida pelo pedagogo e pacifista espanhol, Llorenç Vidal, tem por fim alertar-nos a todos - e particularmente a todos os responsáveis institucionais - da necessidade de uma educação permanente pela não-violência e pela paz. A UNESCO, que no preâmbulo da sua Constituição alerta que “Uma vez que as guerras nascem na mente dos homens, é na mente dos homens que se deve edificar a paz”, reconhece a celebração deste dia desde 1993.

A escolhe do dia não surge do acaso, mas da vontade de Llorenç Vidal manter viva a memória de vida daquele que preconizou que “Não existe um caminho para a paz! A paz é o caminho”. É precisamente a 30 de janeiro, em 1948 que Mohandas Karamchand Gandhi, “Mahatma” Gandhi, é assassinado em Nova Deli.
É seguindo estes princípios que, mais tarde, no Cairo e já nesta década, Carlos Palma (que já tivemos o prazer de receber no nosso Agrupamento), professor de inglês num colégio da cidade, e no âmbito das tensões que perpassavam a região e o país, desenvolve um projeto de educação para a paz, denominado Living Peace, que cresce rapidamente, tornando-se no Living Peace International.

O projeto procura a participação pessoal de estudantes e docentes, em cada escola, mas coligados numa rede mundial de pessoas e instituições, na criação de iniciativas de educação para à paz. A adesão pretende que cada um dos estabelecimentos de ensino desenvolva projetos segundo as próprias possibilidades, favorecendo a criatividade dos adolescentes e criando a consciência do contributo para uma finalidade comum.

Encontramo-nos num mundo globalizado, onde o fosso entre a riqueza e a pobreza é galopante, onde proliferam discursos e práticas intolerantes e o individualismo se encontra generalizado. Tudo com graves consequências a nível político, económico e social, traduzidos, também, na proliferação de conflitos e de episódios de violência das mais diversas dimensões e com impacto particular nas relações interpessoais, internacionais, interculturais e inter-religiosas.

Neste contexto, os autores do Projeto Living Peace acreditam vigorosamente na necessidade da afirmação de uma cultura de promoção da paz como único caminho capaz de dar resposta ao atual contexto de forma profunda e verdadeira, trabalhando e integrando cada um no processo.
Desde há mais de um ano, com início no Jardim de Infância e na Escola E.B. 1 de Esporões, que o Agrupamento de Escolas de Alberto Sampaio aderiu à iniciativa, este ano alargada a turmas das Escolas E.B.1 e E.B. 2/3 de Nogueira.

A título de exemplo, as turmas aderentes, diariamente, lançam, na parte da manhã, o denominado “Dado da Paz”, em que cada uma das faces apresenta um desenho e uma frase sobre a vivência distinta da paz. Na parte da tarde, os alunos refletem e expressam brevemente como nesse dia viveram e trabalharam a dimensão sorteada.

É dentro deste projeto que os alunos do Jardim de Infância de Esporões - e para comemorar o Dia Escolar da Não Violência e da Paz -, convidam todos os alunos do agrupamento e da cidade a participar numa Exposição de Desenhos sobre a Paz, intitulada “Now Is The Time”. Esta exposição conta, ainda, com desenhos de muitos outros estudantes, de mais de 100 países, todos participantes no projeto Living Peace International.

A abertura oficial da exposição terá lugar no dia 30 de janeiro, ficando os desenhos expostos durante o mês de fevereiro. Quem pretender participar poderá entregar, até ao dia 20 do corrente mês, o seu desenho numa das escolas do agrupamento ou enviá-lo, digitalizado, para o e-mail livingpeace@esas.pt.

Acrescente-se, pelo entendimento do impacto positivo que a promoção da tolerância e da serenidade nas relações interpessoais, em particular no contexto da sala de aula e no ambiente de aprendizagem em geral, que o agrupamento integrou as dinâmicas da vivência reflexiva da paz no seu Plano de Promoção do Sucesso Educativo e da Promoção das Aprendizagens.
“O futuro dependerá daquilo que fazemos no presente.” - “Mahatma” Gandhi.

vote este artigo

 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos desta categoria - Voz às Escolas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia