Viana do Castelo um concelho dinâmico e exportador!

Ideias

autor

José Maria Costa

contactarnum. de artigos 2

Os últimos dados publicados pelo Instituto Nacional de Estatística registam Viana do Castelo como a segunda capital de Distrito de Portugal Continental com maior saldo favorável entre exportações e importações de bens. Ou seja, considerando as suas exportações e importações, as empresas de Viana do Castelo contribuíram favoravelmente com mais de 360 milhões de euros para atenuar o défice crónico da balança de transação de bens de Portugal.

Estes dados são a prova do grande dinamismo das empresas e indústrias de Viana do Castelo, que têm vindo a registar um crescimento das suas atividades e a alargarem as vendas para a exportação. Os números do INE confirmam que as exportações vianenses cresceram 30% entre 2013 e 2015, ou seja, a um ritmo médio superior ao dobro verificado na Região do Norte e seis vezes superior ao registado ao nível nacional, sendo agora, Viana do Castelo, o quinto concelho capital de distrito mais exportador do país.

Em 2015, Viana do Castelo exportou 830 milhões de euros, correspondentes a 50.2% das exportações do Alto Minho, e exportando, neste período, 2.2 mil milhões de euros.
Para estes resultados, muito contribuiu a internacionalização das empresas vianenses mas também a captação para o concelho de novas unidades industriais e empresariais de capital estrangeiro que se tem vindo a fixar no concelho de Viana do Castelo, com a criação de projetos inovadores e que, apesar das dificuldades económicas dos últimos anos, tem tido grande determinação.

E 2017 promete igualmente ser novamente um ano de grande dinâmica económica para Viana do Castelo, concelho que tem, neste momento, já aprovados no sistema de incentivos comunitários do Portugal 2020 e do Norte 2020, 123 milhões de euros para 18 projetos que envolvem sectores diversificados, desde novas tecnologias de comunicação, sistemas de inovação na transformação de papel, unidades hoteleiras, sector dos sapatos, sistemas de inovação para a pesca e indústrias do sector automóvel.

A concretização destes investimentos em novas empresas e na ampliação de algumas atividades permitirá que durante 2017 sejam criados mais 1.500 novos postos de trabalho no concelho de Viana do Castelo.
O executivo municipal congratula-se com o esforço e dedicação dos nossos empresários que apesar das dificuldades e da recente crise económica não esmoreceram e procuraram no exterior o mercado que lhes faltou internamente, contribuindo desta forma para o reforço da economia local e nacional, acreditando em Viana do Castelo.

vote este artigo

 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos desta categoria - Ideias

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia