Dados lançados

Ideias Políticas

autor

Hugo Soares

contactarnum. de artigos 116

Estão os dados lançados para as próximas eleições autárquicas em Braga. São, agora, conhecidos todos os candidatos que irão disputar a presidência da Câmara Municipal permitindo, assim, escolhas conscientes e pensadas por parte dos eleitores.
Com os olhos parciais de quem sempre teve preferência e orgulho no trabalho feito, partilho com o leitor a minha análise.
O PCP repete o mesmo candidato. Carlos Almeida, um jovem funcionário partidário, tem demonstrado serenidade e acutilância na oposição; tem aproveitado as pequenas polémicas para ser uma espécie de porta-voz institucional dos pequenos casos. É hoje o rosto do Partido Comunista Português em Braga em toda a sua ortodoxia. Tem como objetivo a sua reeleição para a vereação e pode aproveitar o total vazio que à esquerda se coloca.

O BE não terá expressão nestas eleições. Se há 4 anos numa tentativa de agregar eleitorado apoiaram uma candidatura independente que tinha méritos, desta feita apresentam como candidata uma ilustre desconhecida dos bracarenses. A candidata do BE tem pautado a sua atuação política pelos discursos histriónicos na assembleia municipal onde - ao velho estilo bloquista - vai lançando suspeitas e calúnias sobre tudo e todos. Seja o presidente da Câmara, seja deputados municipais, seja presidentes de junta nada escapa à viperina verve da deputada municipal que ora se apresenta como candidata à Câmara. Não fora o elã nacional do BE e estou em crer que o resultado eleitoral seria dos mais fracos de sempre.

Por sua vez, o Partido Socialista, que tem especiais responsabilidades como maior partido de oposição e partido de poder em quase 40 anos em Braga, apresenta Miguel Corais. O mínimo que se pode dizer é que começou mal. Começou por fazer a discussão de toda a escolha do candidato na praça pública. Primeiro fizeram uma sondagem onde nenhum dos nomes incluídos se veio a concretizar em candidato. De Hugo Pires a Palmira Maciel, passando pelo prestigiado Advogado Tarroso Gomes ao líder concelhio local Artur Feio.

Todos entraram na sondagem. Ou porque nenhum quis ou porque nenhum tinha o resultado esperado naquele estudo de opinião, surge Marcelino Pires como pré-candidato socialista; homem de reputação inatacável, Advogado de renome e respeitado, político experiente e experimentado era, na minha opinião, um forte candidato do Partido Socialista. Por alguma razão, que espero que Artur Feio ainda venha a explicar publicamente por transparência democrática, os órgãos do PS acabaram por descartar Marcelino Pires e a escolher o “Kennedy” de Braga como o próprio de forma algo ridícula se intitulou. De resto, Miguel Corais começou por atacar tudo e todos. Desde o legado de Mesquita Machado - a quem serviu como administrador do Parque de Exposições - à forma de liderar a oposição de Hugo Pires, qual torpedo sem direção, o candidato socialista dispara para todo o lado. Curiosamente até contra o seu próprio pé o que lhe valeu fortes e duras críticas de notáveis socialistas nas redes sociais e nos mais diversos fóruns. É, por isso, uma candidatura intestinal do aparelho local que demonstra a falta de aposta de António Costa na terceira cidade do País. De resto, pouco se sabe do percurso deste candidato cuja notoriedade é escassa ou diminuta.

Por fim, a recandidatura de Ricardo Rio. Dispenso-me de elogiar o mandato e o perfil do candidato. Viver a cidade responde a cada uma das linhas que aqui poderia escrever. Ricardo Rio que se assume no país como um autarca de referência catapultando Braga para uma dimensão nacional nunca antes alcançada terá o desafio de mobilizar os bracarenses até às urnas para que ninguém dê o resultado como adquirido. Se a sua vitória parece certa, é preciso que os bracarenses expressem essa vontade nas urnas. E é Juntos por Braga que vamos continuar.

vote este artigo

 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos desta categoria - Ideias Políticas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia