Escrever e falar bem Português: “obrigado/obrigada”, “cumprimentos/comprimentos”

Escreve quem sabe

O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990 tem sido usado como a desculpa mais célere para os erros de português. Todavia, os problemas mais comuns e recorrentes não resultam, maioritariamente, das alterações introduzidas pelo supracitado Acordo. Basta ler jornais, ver televisão, passear pela rua ou abrir um qualquer folheto publicitário para vermos vários erros ortográficos e sintáticos (deixemos de fora as gralhas, por vezes bem engraçadas). Na linguagem oral, os erros são ainda mais frequentes, mas, até certo ponto, menos graves, pois o emissor tende a ser espontâneo e a rapidez do raciocínio faz com que não haja grande preocupação formal ou até estética com a linguagem. Hoje, falamos de “obrigado/obrigada” e de “cumprimentos/comprimentos”, tantas vezes mal usados. As mulheres devem usar o feminino, pois trata-se de um adjetivo (particípio passado do verbo latino obligare - obligatu) que deve concordar em género e em número com o sujeito. Os...

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia