Pais de alunos da EB1 S. Lázaro pedem “melhores condições”

Depois de ultrapassadas as questões judiciais quanto à adjudicação do Centro Escolar de S. Lázaro, o executivo municipal, indo de encontro à decisão judicial interposta, aprovou ontem que a obra seja feita pela empresa que havia sido excluída por incumprimento do caderno de trabalhos - “para que não haja mais atrasos e para que as crianças tenham efectivamente as condições necessárias para estudar”. O arranque do projecto, onde serão investidos 1,5 milhões de euros, espera só pelo visto do Tribunal de Contas.

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia