Montalegre: Projeto-Piloto do Parque Nacional da Peneda-Gerês

Nacional

autor

Redacção

contactar num. de artigos 34714

Novo projeto-piloto vai criar 10 equipas de sapadores, duas por cada um dos 5 concelhos do PNPG, num total de 50 postos de trabalho. Terá um investimento total de 8,5 milhões de euros na prevenção de incêndios florestais e na valorização e recuperação de 'habitats' naturais no Parque.

O Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, apresentou, na passada sexta-feira 30 de junho, o projeto-piloto do Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), na Porta do Mezio, em Arcos de Valdevez, fazendo um ponto de situação sobre a recuperação dos ‘habitats’ naturais, o reforço das equipas e dos equipamentos dos agentes florestais e a melhoria da rede de comunicações móveis. Na cerimónia estiveram presentes representantes de todos os concelhos do parque, bem como as equipas de sapadores formadas para cada concelho.

Em representação do Município de Montalegre esteve o vice-presidente David Teixeira, bem como alguns presidentes de junta das freguesias do território do PNPG no concelho.
 

MINISTRO DO AMBIENTE
DESTACA ABRANGÊNCIA DO PROJETO

'O Parque Nacional da Peneda Gerês é o único no país com este estatuto de classificação, no quadro do Sistema Nacional de Áreas Classificadas. Em outubro de 2016, após os incêndios florestais que atingiram o Parque, o Conselho de Ministros aprovou o 'Plano-Piloto de prevenção de incêndios florestais e de valorização e recuperação de habitats naturais no Parque Nacional da Peneda-Gerês' que visa a adoção de um conjunto de iniciativas, com destaque para a melhoria dos instrumentos de prevenção e redução do risco de incêndios' sublinhou o Ministro do Ambiente.

O projeto-piloto do PNPG, cujo valor total do investimento é de 8,5 milhões de euros, incide igualmente na reflorestação de áreas ardidas, no ordenamento florestal, no reforço dos equipamentos e no aumento das equipas do Corpo Nacional de Agentes Florestais. Este projeto vai criar dez equipas de Agentes Florestais, duas por cada um dos cinco concelhos do PNPG, num total de cinquenta postos de trabalho.

'A conservação dos habitats naturais da Mata Nacional, a revitalização e regulação de setores produtivos tradicionais e a promoção de ações de informação da população residente e dos agentes locais, bem como a melhoria da cobertura da rede móvel são outras ações que já estão em curso', concluíu o Ministro.
 

PRESIDENTE ORLANDO ALVES
'HONRADO E SATISFEITO' COM INVESTIMENTO NO PARQUE

'A defesa do território e deste santuário da biosfera que é o PNPG são prioridades cimeiras do governo e também da Câmara Municipal de Montalegre. Estamos muito honrados e satisfeitos pela implementação das equipas de sapadores no espaço territorial de Montalegre, assim como rejubilados com a implementação do novo sistema de cobertura de rede móvel em toda a área do parque nacional, que foi acionada sexta feira dia 30, e logo no domingo, 2 de julho, foi usada para localização e socorro de três montanhistas em pleno parque que acabaram por ser retirados de helicóptero. Todas estas medidas fazem parte da nossa visão 'Loving The Planet' para o património natural do concelho' concluiu o edil de Montalegre.


*** Nota do Gabinete de Comunicação da C.M. Montalegre ***

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia