Mapa “amigo” do turista promove Braga

Braga

autor

Patrícia Sousa

contactar num. de artigos 1807

Braga recebe, por mês, centenas e centenas de investigadores e a Universidade do Minho (UMinho) e o Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) já tinham alertado para a lacuna existente. Por isso, os Transportes Urbanos de Braga (TUB) e a Associação Comercial de Braga (ACB) arregaçaram as mangas e criaram um novo mapa turístico e cultural.

Esta nova ferramenta, apresentada ontem nas instalações dos TUB, “foca mais as zonas do INL, UMinho e centro histórico”, começou por explicar o administrador dos TUB, Baptista da Costa, admitindo que este este é mais um serviço “inovador” que a empresa municipal oferece. “Temos lançado muitos produtos e serviços direccionados para os académicos e os investigadores. Braga acolhe muitos congressos e é sempre uma oportunidade para a cidade e temos que acompanhar a vida da cidade”, justificou o administrador, lembrando que os participantes dos congressos já têm a oportunidade de ter acesso a toda a rede dos TUB com a compra de um bilhete de um euro.

Entretanto, o director-geral da ACB, Rui Marques, defendeu que este mapa “concilia os transportes colectivos, as actividades económicas e os pontos de interesse cultural e turístico”. E Rui Marques foi mais longe: “este mapa é amigo do turista, porque informa, guia, recomenda e sugere”.

Para além de apresentar as principais linhas dos TUB, esta nova ferramenta informa os principais espaços turísticos, paragens respectivas e sentido das viagens. “Trata-se do primeiro mapa zoom da cidade, da estação de caminhos-de-ferro até à UMinho, passando pelo centro histórico e pelo INL, zona onde gravita centenas de milhares de pessoas”, referiu Rui Marques, evidenciando o facto do novo mapa “sugerir ainda experiências de consumo, gastronómicas e de diversão de modo a que os turistas vivam a cidade como os residentes”.

Também na apresentação do novo mapa, Júlia Costa, em representação da UMinho, agradeceu e deu os parabéns aos TUB e à ACB pela brochura agora lançada. “Fazia falta. A UMinho recebe muitas pessoas e temos que estar ao nível das cidades europeias”, desafiou. E a nova aplicação, disponível desde segunda-feira, será muito útil para os novos estudantes que estão agora a chegar”. Para Júlia Costa, este novo mapa “é um passo muito importante e a UMinho está empenhada em divulgar esta ferramenta internamente”.

Entretanto, Cristina Padilha, do INL, confirmou que o laboratório “recebe dos melhores investigadores que já estiveram nas melhores cidades do mundo e se Braga quer atrair tem que se dar condições e facilidades de acesso”. Todos os meses, o INL “recebe, por mês, na ordem das centenas, por vezes, dos milhares de investigadores e este mapa vai ter um impacto muito positivo”, assegurou.

Já o director do INL, Lars Montelius, agradeceu a “oportunidade de cooperação” na promoção de Braga junto de todos que chegam a Braga para estudar ou trabalhar. “O mapa está fantástico. Esta é uma boa oportunidade para ajudar todos os que nos visitam”, salientou.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia