António Caldas: “Sporting acusa alguma intimidação para o duelo com o SC Braga”

autor

Paulo Machado

contactar num. de artigos 546

11 de Novembro de 2007. Esta data fica gravada no currículo do treinador António Caldas, pela vitória conquistada enquanto treinador do SC Braga no duelo com o Sporting, com golos de Frechaut, Roland Linz e Jorginho. Dez anos depois, os dois emblemas do futebol português continuam a esgrimir forças pelos lugares de topo na tabela classificativa. Amanhã, em Alvalade, perspectiva-se mais um duelo intenso entre os leões e Guerreiros do Minho. A pretexto deste jogo, António Caldas fez a abordagem ao jogo de destaque nesta jornada 11 da I Liga.

“Em primeiro lugar, importa assinalar que é um jogo entre duas equipas que assumem responsabilidade”, refere o treinador bracarenses, recuperando memórias que continuam bem vivas, apesar dos dez anos passados desde que orientou a equipa principal do SC Braga com um triunfo sobre os ‘leões’.

António Caldas considera que a formação bracarense apresenta-se “extremamente motivada” pelo percurso na Liga Europa e “a aproximação da conquista do objectivo na Liga Europa, depois do empate com o Ludogorets”. Quanto à equipa comandada por Jorge Jesus, entende que “pode estar a viver um pouco de uma motivação disfarçada devido a alguma intimidação para o jogo com o SC Braga”, constatou.

Esta análise do treinador bracarense resulta do comportamento da equipa leonina no último jogo para a Liga, em Vila do Conde.
“No jogo com o Rio Ave foi evidente as dificuldades que o Sporting enfrentou e ao contrário que pode parecer noto que esta equipa está a viver uma força interior um pouco disfarçada e não existe confiança total como no SC Braga”.

António Caldas aponta que o trabalho desenvolvido por Abel Ferreira está a dar resultados pela “evolução” de jogo para jogo e com uma equipa que “vive muitas das vezes muito pela força do colectivo” pois assegura que “os jogadores são puxados a desenvolverem uma atitude de Guerreiro para a conquista dos pontos”. Aliás, Caldas é da opinião que a equipa do SC Braga não está presa a individualidades e o segredo reside “na força do colectivo” pela campanha que está a desenvolver.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia