Economia e segurança europeia em debate no encontro do Partido Popular Europeu

Braga

autor

José Paulo Silva

contactar num. de artigos 2227

Economia, segurança e crise migratória são temas em discussão no encontro da presidência e das delegações nacionais do Partido Popular Europeu (PPE) que iniciou ontem na cidade de Braga. Dezenas de eleitos do maior grupo político do Parlamento Europeu debatem estratégias para os menos de dois anos que faltam até à realização das próximas eleições europeias.

Os eurodeputados portugueses Paulo Rangel e Nuno Melo participam no encontro enquanto chefes das delegações do PSD e do CDS/PP, a par do social democrata José Manuel Fernandes, o coordenador do PPE na Comissão de Orçamentos do Parlamento Europeu.

Antes do arranque dos trabalhos, que decorrem à porta fechada até sexta-feira, este eurodeputado destacou a importância do encontro numa altura em que a Comissão Europeia se prepara para apresentar, em 2018, as perspectivas financeiras para o período pós-2020.
O eleito social democrata entende que “o Governo português tem andado um pouco alheado deste processo”, o que pode vir a prejudicar o acesso de Portugal a fundos europeus, após o actual quadro comunitário de apoio.

José Manuel Fernandes revela que a saída do Reino Unido da União Europeu significará uma perda de 10 mil milhões de euros no orçamento comunitário, pelo que o nosso país necessita de ser mais proactivo no sentido não vir a perder financiamento comunitário após 2020.
A necessidade de afectar mais recursos à área da defesa e segurança europeia é matéria que os eurodeputados do PPE estão a também a discutir em Braga, num encontro que tem como pontos de agenda os ‘novos desafios políticos para 2019’, ‘principais mensagens e estratégias de comunicação’ e ‘prioridades para 2018 e 2019’.

“Um Grupo PPE no Parlamento Europeu forte e bem preparado para enfrentar os próximos e últimos dois anos da legislatura na Europa é o resultado que queremos levar de Braga para Bruxelas”, declarou o eurodeputado Paulo Rangel, antes do discurso de boas vindas que, ontem à noite, dirigiu aos seus colegas de bancada.

Europa tem de encontrar caminho aglutinador e de esperança

O presidente da Câmara Municipal de Braga, que ontem à noite interveio na sessão de abertura do encontro da presidência e das delegações nacionais do PPE, entende que a União Europeia “tem de reencontrar um caminho aglutinador e de esperança”.
Segundo o edil, a Europa, após as crises que a têm fragilizado nos últimos anos, tem de tornar-se “mais forte e mais justa” e um espaço “em que os cidadãos se sintam mais respeitados”.
Defende o autarca social democrata que “a Europa tem de perceber que uma das principais dinâmicas do seu crescimento passará pelas oportunidades que existem em determinados territórios”.

Ricardo Rio confessou-se defensor do aprofundamento de algumas das políticas da União Europeia, mas “não ao ponto de chegarmos ao federalismo”.
Lamentou, contudo, que se viva “um período em que há um distanciamento excessivo entre os cidadãos e a União Europeia”, constituindo este um dos grandes desafios que a Europa enfrenta actualmente.
Na perspectiva do edil bracarense, a realização na cidade do encontro do PPE tem a utilidade de “mostrar que Braga é uma porta aberta para futuras oportunidades de colaboração” no quadro europeu. “Para Braga é importante acolher encontros de responsáveis políticos em centros de decisão que podem ser cruciais para projectos que queremos implementar”, adiantou Ricardo Rio.
Na mensagem dirigida aos eurodeputados do PPE, o presidente da Câmara Municipal de Braga, manifestou a sua “crença numa Europa unida, a trabalhar em concertação entre todos os territórios e entre todas as cidades”.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia