Celorico promove feira para orientar futuro profissional dos alunos

Vale do Ave

autor

Isabel Vilhena

contactar num. de artigos 1312

Universidades, escolas profissionais e várias entidades como a GNR, Força Aérea, Marinha e Exército são as várias opções que se encontram disponíveis na II Mostra Educativa e Profissional que ontem abriu portas no pavilhão Gimnodesportivo da EB 2,3/S de Celorico de Basto.

O evento destinado a alunos do ensino secundário e desempregados permite aos jovens aceder a um leque de informação alargada sobre possíveis percursos escolares e profissionais.

Numa organização do Município de Celorico de Basto em parceria com o CLDS 3G Geração Eco e o Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto, “esta mostra educativa tem por objectivo dar a conhecer aos alunos que já estão em fase de conclusão do ensino secundário e aqueles que vão escolher uma profissão, um conjunto de informações sobre possibilidade de um trabalho no futuro”, explicou Helena Martinho, da Câmara Municipal de Celorico de Basto, na abertura da II Mostra Educativa e Profissional que contou também com a presença do vice-presidente da autarquia, Fernando Peixoto.

Para além da oferta formativa, Helena Martinho salienta a parceria com IEFP, através do Centro de Emprego de Amarante, que permite aos jovens contactar com várias empresas de recrutamento que “dão a conhecer que tipo de recrutamento fazem, o que é mais solicitado no mercado de trabalho e que postura devem adoptar para um recrutamento”.
Para o director do Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto, António Mesquita, “esta é uma forma de dar a conhecer o mundo exterior para que os alunos possam decidir melhor a opção que querem seguir no futuro”.

Também o ensino profissional está representado, através da Escola Profissional de Fermil e de outrso centros de formação da região. Para Fernando Fevereiro, responsável da Escola Profissional de Fermil, esta “é uma das vias possíveis para os jovens, cuja taxa de empregabilidade ronda os 90 por cento”. Aqui as áreas são variadas, os cursos vão desde a agricultura, electricidade, comércio, saúde e na restauração.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) é uma das profissões que mais suscita curiosidade dos jovens e, muitos deles, acabam por enveredar na carreira. “O objectivo da nossa presença é verem a GNR como uma janela de oportunidades a nível profissional. É importante que os jovens percebam que a GNR é uma força de segurança com uma vertente militar e isso implica algumas especificidades que não têm as outras forças de segurança”, explicou o cabo Mendes, da Secção de Progra mas do Destacamento Territorial de Fafe, esclarecendo que “dentro da GNR, eles têm várias possibilidades em termos de actividade operacional que abrange áreas tão diversas como a investigação criminal, o trânsito, policiamento na rua, corpo de intervenção, grupos de operações especiais, o patrulhamento costeiro, entre muitas outras”.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia