Eram 75 e agora já são 450 cabras do Gerês

Cávado

autor

Costa Guimarães

contactar num. de artigos 313

A cabra do Gerês está em franca recuperação existindo já 450 indivíduos quando, em 2003, eram apenas 75 exemplares — revela um estudo publicado na revista National Geographic deste mês.
No terreno, a bióloga Gisela Moço descreveu, em 2003, 75 cabras na região entre Pitões das Júnias e o Gerês.

“Quatro anos mais tarde, a população já seria de 300 animais e os últimos dados obtidos no início de 2010 apontam para um total de perto de 450 indivíduos” da “Capra Pyrenaica victoriae” que esteve quase em extinção.

Em 1998, existiam apenas vinte animais em dois cercados espanhóis, muito perto da nossa fronteira, e a “fuga de três indivíduos num destes cercados e a libertação, entre 2000 e 2001, de mais 25 animais, terão constituído o núcleo da espécie em território português”.

O relevo do terreno e uma dieta generalista facilitaram o seu reaparecimento rápido e aumento da população — escreve o estudo da revista National Geographic que conclui: “a população está segura e o futuro parece garantido” para a cabra do Gerês no vale onde corre a ribeira dos Fornos e vai pastar ao Pitão da Carvalhosa.

O biólogo Armando Loureiro revela à revista a existência de três núcleos de cabras, um a poente com a Serra Amarela-Cabril, outro nos picos mais altos do Gerês e outro a nascente, em Pitões das Júnias.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Erro

09 de Fevereiro de 2011 às 11:49h por Joana

A Cabra do Gerês está extinta desde 1890!

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia