Comer fruta para ter saúde

Braga, As Nossas Escolas

autor

Marlene Cerqueira

contactar num. de artigos 1369

A vereadora da Educação vincou ontem que o programa de distribuição de fruta aos alunos do primeiro ciclo das escolas públicas do concelho de Braga visa promover hábitos de alimentação saudáveis, não estando relacionada com situações de carência económicas ou fome.

“Temos consciência de que este programa de distribuição de fruta nas escolas vem preencher uma lacuna em termos de alimentação. Não se trata de matar a fome, até porque nestas questões pode haver problemas na educação alimentar por excesso de dinheiro ou falta dele”, explicou Palmira Maciel, que ontem esteve na Escola Básica n.º2 de Lamaçães, para, simbolicamente dar início ao programa de distribuição de fruta nas escolas.

O objectivo desta iniciativa que vai já no segundo ano é levar as crianças a consumirem os mais variados tipos de fruta. “A fruta é distribuída pelos professores e é consumida na sua presença, pelo que os meninos têm mesmo de a comer”, frisou Palmira Maciel agradecendo a colaboração do corpo docente neste projecto que duas vezes por semana (às terças e quintas) oferece fruta às crianças que frequentam o primeiro ciclo.

A fruta a distribuir deve ser preferencialmente nacional e de boa qualidade, realçou a responsável, explicando que a variedade é tal que aos alunos são servidas maçãs, pêras, uvas, cerejas, morangos, entre outras, mas também cenoura e ‘tomate cherry’. Ontem, o programa arrancou neste ano lectivo com a distribuição de um fruto consensual: a maçã.

Carmen Guimarães, coordenadora da Escola Básica n.º 2 de Lamaçães, testemunhou o sucesso que o programa faz junto da comunidade educativa e realçou que aquando da distribuição das frutas o professor não se limita proceder à sua entrega, uma vez que explora com os alunos alguns pormenores sobre o benefício de consumir frutas e legumes.

Semana da Alimentação serve ‘sopa da pedra’

Precisamente a Escola Básica n.º 2 de Lamaçães está a celebrar o Dia Mundial de Alimentação com uma semana recheada de actividades. A mais emblemática é a confecção da ‘sopa da pedra’, como explicou Carmen Guimarães. “A iniciativa arrancou na segunda-feira com os meninos do pré-escolar e termina sexta-feira com o 4.º ano. Cada dia, os meninos trazem legumes e depois confeccionam eles próprios a ‘sopa da pedra’ que comem à hora do almoço. Está a ser uma actividade muito interessante e bem acolhida”.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Tempo

Farmácias de serviço

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia