Casa de Pasto das Carvalheiras: Conceito diferente apresenta à mesa cozinha do mundo

Economia

autor

Redacção

contactar num. de artigos 34760

Aberta há quase três anos para “dar vida ao conceito de partilhar comida”, a Casa de Pasto das Carvalheiras, situada na Rua D. Afonso Henriques, apresenta “uma cozinha com base numa miscelânea de culturas e técnicas, servindo no prato vários sabores, texturas e cores”, explicou um dos cozinheiros e sócio-gerente da casa, José Luís Machado.

A participar pela primeira vez no roteiro ‘Sugestões do Chef’, uma iniciativa da Associação Comercial de Braga (ACB), com a parceria da rádio ‘Antena Minho’ e do jornal ‘Correio do Minho’, o cozinheiro e sócio-gerente elogiou o projecto. O balanço de quase três anos de portas abertas não podia ser mais positivo. “Temos tido uma aceitação muito boa e é um prazer trabalhar na cidade e fazer algo diferente”, assumiu.

A Casa de Pasto das Carvalheiras “respeita” a ideia de casa de pasto, “um local onde se está confortável e se passa bons momentos”. Por isso, a decoração foi pensada ao pormenor, não tendo ficado nada ao acaso. “Jogámos com a designação de casa de pasto, sendo um espaço clássico, mas brincando com a ideia e transformando-o num espaço moderno. As cadeiras e os candeeiros são completamente diferentes e o ambiente colorido faz com que as pessoas se sintam confortáveis e quentes”, justificou aquele responsável. E a ter em conta os clientes, sendo muitos deles turistas, que por ali passam o objectivo foi cumprido. E aqui a esplanada é outra mais-valia da casa, dando “ainda mais calor às refeições”.

A carta é alterada integralmente todos os meses. “A ideia é as pessoas serem sempre surpreendidas. Apresentamos pratinhos e os clientes vão partilhando, transformando a refeição num momento de convívio e experimentação”, justificou José Luís Machado, referindo que os pratos vão ao encontro das culturas e técnicas portuguesas, orientais, africanas e até sul-americanas. José Luís Machado admitiu ainda que o segredo do sucesso é o trabalho de equipa.

Ao almoço, no restaurante tem, para além da carta, sugestões alternativas mais acessíveis. Entretanto, às quartas-feiras ao jantar há ‘Pasto livre’, onde por 20 euros os clientes podem degustar uma série de pratos seleccionados pelos cozinheiros.
À mesa não faltam este mês, para além do prato quase ex-libris da casa, os queques de alheira, a salada de pato confitado com espinafres e ovo cozido a baixa temperatura, atum com molho de lichias, coentros, legumes, amendoim e vinagrete thai ou camarão com caril vermelho com noodles de arroz e manga verde.

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia