Braga na linha da frente da sustentabilidade empresarial

Braga

autor

Redacção

contactar num. de artigos 33997

“Se cada um conseguir transformar o seu mundo, o mundo à nossa volta fica melhor.” A ideia foi proferida por Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante uma sessão subordinada ao tema ´Competitividade no Sector Exportador: A Opção pela Sustentabilidade´, inserido na 11ª Semana da Responsabilidade Social. O evento, que decorreu no Museu D. Diogo de Sousa, foi organizado pela Associação Nacional de Ética Empresarial e pela UN Global Compact Network Portugal.

Na ocasião, promoveu-se uma reflexão sobre os desafios que o tecido empresarial enfrenta face aos novos desafios e referenciais internacionais. ”As empresas e instituições de Braga têm sido um excelente exemplo na promoção de valores e dinâmicas relacionadas com a competitividade positiva, sustentabilidade ambiental, promoção da justiça social ou capacitação dos recursos em prol do bem-estar das populações”, referiu.

Para o Edil, a temática do desenvolvimento sustentável tem sido ´muito acarinhada´ ‘pelo actual Executivo Municipal, que tem procurado disseminar e estimular as boas práticas no dia-a-dia da comunidade empresarial. “Braga tem um potencial acrescido nessa matéria, já que uma das dimensões que terá relevância essencial no futuro é a componente da inovação tecnológica. As novas abordagens baseadas nesse conhecimento serão fonte de transformação da realidade local e mundial”, referiu.

Sublinhando que as Cidades são o palco natural para a concretização destas transformações e que as inúmeras tendências de organização das Cidades apontam para o aumento da economia da partilha, o Autarca adiantou que são vários os desafios que se colocam. “Estes fenómenos de transformação radical da realidade de posse implicam desafios ao nível da adaptação cultural e social dos cidadãos mas também à subsistência das empresas. O tecido económico terá de ser capaz de se adaptar e antecipar essas tendências, encontrando respostas adequadas que sejam percebidas como uma mais-valia para todos nós”, disse. 

*** Nota da C.M. de Braga ***

vote este artigo


 

Comente este artigo

Faça login ou registe-se gratuitamente para poder comentar este artigo.

comentários

Não existem comentários para este artigo.

Últimos artigos das categorias relacionadas

Tempo

Classificados

Edição Impressa (CM)

Edição Impressa (MF)

Newsletter

subscrição de newsletter

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia